estamos crescendo, obrigado pela visita

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Em Busca da Felicidade??




Um dos maiores sucessos do cinema atual foi o filme, protagonizado pelo ator Will Smith, A Busca da Felicidade. O filme conta a historia de Chris Gardner, um homem simples que foi deixado pela mulher após passar inúmeras dificuldades financeiras, daí então ele trava uma luta para poder da uma vida melhor ao seu filho Christopher. Em meio a uma profunda crise Chris Gardner se questiona, ao ver pessoas esbanjando felicidade por desfrutarem de seus bens, ele pergunta se a felicidade seria uma busca interminável na vida e se um dia alguém poderia acha-la. O filme termina (me desculpe se você não assistiu ainda) mostrando que Chris Gardner conseguiu a felicidade que tanto buscava.
Por mais que o filme “A Busca da Felicidade” tenha lições valiosas sobre perseverança e luta pelos objetivos, nem sempre as coisas acontecem da forma apresentada pelo filme, e os valores e ensinos bíblicos são ensinados de forma diferente.
A chamada “teologia” da prosperidade vem acompanhando o crescimento evangélico no Brasil e ensinando que pobrezas, doenças e misérias de uma forma geral é fruto da falta de fé em Deus, segundo esta “teologia” o propósito de Deus é que todos sejam ricos e desfrutem de bens materiais. A Igreja Universal do Reino de Deus, uma das maiores propagadoras deste conceito, ao fazer suas propagandas e apelos ao povo apresenta imagens de carros importado, mansões, iates, etc.
Certamente este tipo de ensino é muito agradável as pessoas. Assim como no filme existem milhares de pessoas buscando ter uma vida financeira melhor, pessoas desempregadas, endividadas e com muitos problemas na família. Sem duvida este “evangelho” de prosperidade faz as pessoas pensarem, e apenas pensarem, que poderão ser felizes. É agradável as pessoas mas não a Deus.
Se refletirmos sobre os valores bíblicos iremos encontrar um ensino totalmente diferente sobre felicidade. A felicidade à luz da Bíblia não esta baseada em uma constante busca por uma vida financeira melhor. No tempo de Jesus existiam pessoas tão pobres quanto hoje, a busca daquelas pessoas por uma vida melhor era tão real como nos nossos dias.
O ensino de Jesus sobre felicidade vai de encontro ao que se busca e ensina hoje. No Sermão do Monte (Mt. 5-7) Jesus inicia falando sobre felicidade mas Ele vai ainda mais além ao usar o termo “bem-aventurado” que significa “mais que feliz” ou “como é feliz”. Das nove bem aventuranças que Jesus expões nenhuma fala sobre bens materiais, em nenhum momento Ele falou que seriam mais que felizes os que tivessem riquezas, ou os que não passassem fome, ao contrario disso Jesus falou que seriamos mais que felizes chorando, buscando justiça e até sendo perseguidos (Mt. 5:3-11). O grande contraste da felicidade bíblica para esta felicidade capitalista ensinada pela diabólica “teologia” da prosperidade é que o discípulo de Jesus é feliz na circunstancia e não por causa dela.
Ser discípulo de Jesus é viver uma contra-cultura, pois para a sociedade alguém que chora e é perseguido não pode ser feliz, mas Jesus diz ao contrario a seus discípulos que eles seriam mais que felizes em meio a estas situações. Estou plenamente certo que as pessoas propagadoras da felicidade através de riquezas são falsos discípulos de Jesus, pois como o apostolo Paulo disse: “... os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos descontrolados e nocivos que levam os homens a mergulharem na ruína e na destruição, pois o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males...” (I Tm. 6:9-10 – NVI). Estas palavras escritas por Paulo no I século parecem que detalham o sentimento hoje vivido na sociedade e, infelizmente, no meio da igreja evangélica.
Assim como no filme Chris Gardner lutou pelos seus objetivos até consegui-los espero que lutemos por nossos objetivos e sonhos sejam eles qual for, mas diferente do filme que a nossa “busca” pela felicidade não seja para encontrar riquezas terrenas pois mais que felizes nós somos simplesmente por sermos discípulos de Jesus.

No amor daquele que faz minha vida mais que feliz por ser Seu discípulo, Cristo Jesus.

Edvaldo C.S Filho

5 comentários:

Cris disse...

Riquíssimo texto Filho!!! Que o Senhor continue te usando!

Juventude que sabe adorar! disse...

Até mesmo pq como disse o Paulo "somos peregrinos e forasteiros", ou seja, daqui não somos entaum "se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens." Obrigado pelas palavras mano!

Acsa disse...

Como me diz meu pai todo o dia: A benção do Senhor é quem enrriquece e não acescenta dores, texto de provérbios. Tudo o que alguém adquire sem o Temor e a busca a Deus pode lhe acrescenatar dores instantaneas ou futuramente. Filho, posso ver a riqueza do Senhor na tua vida! Como diz José Lins do Rêgo:-Um povo é realmente grande quando os homens responsáveis pelo seu desenvolvimento material são também animadores da inteligêcia. E você é um animador da inteligência. Gos bless you!

Josinha disse...

amei o texto filho está otimo oxala se todos crentes agissem desse jeito ou pelo menos pensassem dessa forma pena q muitos so querem saber da benção e nao do abençoador que é Jesus, muitos crentes infelismente se apegam as coisas daqui do mundo as coisas materiais se nao fosse isso teríamos mais formas de pregar o evangelho do Senhor a mensagem da cruz que é mais importante.

Loja Palavra Viva disse...

Seu compartilhamento foi muito edificante para mim.